Investigação sobre gastos irritou Barbosa, diz jornal

O motivo para o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, ter reagido a uma pergunta do jornalista Felipe Recondo, de O Estado de S. Paulo, dizendo que ele deveria “chafurdar no lixo”, pode ter relação com levantamento sobre gastos com viagens e reformas em gabinetes e apartamentos dos ministros feito pelo jornal em que Recondo trabalha. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, as informações relacionadas a Barbosa teriam chamado a atenção da reportagem.

Na última terça-feira (5/3), Joaquim Barbosa se dirigiu de maneira ríspida ao repórter, que o abordou com uma pergunta na saída de uma sessão do Conselho Nacional de Justiça. Além de não responder ao questionamento, o ministro falou para o jornalista Recondo “chafurdar no lixo” e o chamou de “palhaço”.

Em nota, a assessoria de imprensa do Supremo justificou o ocorrido dizendo que “o presidente, tomado pelo cansaço e por fortes dores, respondeu de forma ríspida à abordagem feita por um repórter”. A nota afirma ainda tratar-se de “episódio isolado que não condiz com o histórico de relacionamento do ministro com a imprensa”.

O jornalista Felipe Recondo é admirado por fontes e colegas de profissão e visto como um repórter “muito educado”, que trata seus entrevistados com cortesia e respeito e nunca faz perguntas agressivas em suas abordagens.

Fonte: Consultor Jurídico